seis estão me seguindo

Hora

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR!

domingo, 9 de agosto de 2009

?¿

20 comentários:

Mai disse...

E há resposta?
São perguntas que nos movem e provocam ajustes, reformas, revoluções, inpichements, inovações e oxalá, limpeza ética....
A pergunta é Se nado?
Sim, eu sei nadar e sei pensar e nunca gostei muito de pizza e penso e sinto, por isto existo.
E sinto cheiro de matéria intestinal com odor de pizza no senado e sei que há sarn...
...eu ia dizer sarna, escabiose é uma coceira estranha que acomete as crianças que também passam fome enquanto, no planalto...
Mas qual era o tema, a pergunta?
Escatologia?

Abraços,

Wania disse...

O que eu vejo aqui?
Por esta porta entreaberta eu vejo a noite escura, mas com estrelas.
Isso me dá uma esperança, pois sempre depois da noite chega o DIA...
Com todo seu esplendor de luz!

Tonho, parabéns pelo teu DIA!
Um céu muito azul aí na tua casa, apesar do cinza aguado que não quer nos deixar mais!

Bjão carinhoso pra ti!

BAR DO BARDO disse...

A casa do saber é sabor(es) - e cores!

Mirse disse...

Muito legal, Tonho!

Que artista que há dentro de você, hein?

E ainda nos alegra num dia como o de hoje.

Belo trabalho!

Beijos

Mirse

Márcio Diemer disse...

Cartum altamente filosófico Tonho!! Parabéns, ah e feliz dia dos pais!

Austeriana disse...

Belíssimo trabalho porque, de facto,antes de as escrevermos, as palavras são sempre interrogações de sentido(s)!

Marisete Zanon disse...

Legal Tonho...eu gostaria de ser um lápis de côr pra colorir as tristezas da vida...
um beijo
Marisete

Tomaz disse...

Gostei do trabalho gráfico deste espaço... Este me remete a poesia, sem dúvida.

Vou linkar em meu blog
Abraço

Obs. Cheguei aqui pelo Bar do Bardo.

Pedaços de mim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedaços de mim disse...

Muito bom..
parabéns pelo trabalho!

A mistura de cores interpreta bem os sentimentos existentes dentro de nos.

FaBiaNa GuaRaNHo disse...

Desculpe-me o incômodo, mas venho convidar-lhe para participar da Passeata Fora Sarney, confira aqui os locais. Abçs. http://fabiguaranho.blogspot.com/2009/08/fora-sarney.html

Adriana disse...

Tonho, que pergunta interessante...conhece os livros do Bauman sobre a sociedade líquida?o amor é líquido, para ele...muito legal,,,fecha com tua imagem.

Margarida Piloto Garcia disse...

O lápis de cor traz memórias mas desperta também novos encantamentos.

Batom e poesias disse...

Essa era casinha dos meus sonhos de criança. Feita de lápis de cor.
O futuro? Uma interrogação azul com nuvens branquinhas.

Esperança.

É isso que eu vejo...

bjs
Rossana

Bernardo Guimarães disse...

paixonei pelo trabalho. freguês a partir de então.

Maria Emília disse...

Quantas vezes o lápis não se perguntará: Para que sirvo eu?
Um abraço,
Maria Emília

Ana Martins disse...

colorir a vida nem sempre é fácil, há que seguir o caminho certo.

Muito bom o seu trabalho!

Beijinhos,
Ana Martins

manohead disse...

vc tem um estilo impar em seus trabalhos
parabens

Fatima Cristina disse...

Oi Tonho,

A casa reflete nossa personalidade. É feita à nossa semelhança e por isso não esconde as nossas dúvidas.

Viajei na sua criação... como sempre!
Parabéns!

Abraços.

Poetano disse...

falar de suas obras Tonho é pouco, temos que senti´las e deixa-las falar por si, que estrutura magnifica que conversão de formas e cores vc adivinha o que o mundo precisa na atualidade...Parabéns!