seis estão me seguindo

Hora

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

dia da árvore

18 comentários:

Menina do mar disse...

Citando um pedaço da tua introdução aqui em cima... «...se nã houve folhas...» Planta uma árvore!
Beijo

Lara Amaral disse...

Seu blog é show! Artes sensacionais, muito criativaa. Comecei a ver e não consegui parar, são muito boas mesmo. Parabéns! Abraços.

Diego Novaes disse...

Fala Tonhão!

Tô meio que sem palavras pra elogiar esse teu trabalho, e na falta de um termo melhor, não tenho pudor em dizer que não está menos do que magistral.


Abraço, meu camarada!!!

Clayton Ângelo disse...

Sensacional Tonho ! "sem sombra de dúvidas" seu trabalho produz bons frutos. Passo sempre aqui para saborear da boa arte. Grande abraço

Wania disse...

Muito linda a tua maneira de falar sobre uma realidade tão triste, mas nem mesmo a suavidade e a beleza dos teus traços consegue aplacar a dor da natureza.

O caminho é esse... sigamos tentando acordar os homens!!!

Parabéns, Tonho!
A Natureza, com certeza, te agradece!

Bjão

Adriana Karnal disse...

A imagem é bela, mas cruel...é nossa situação despreocupação com as árvores,tua crítica procede!

BAR DO BARDO disse...

Um alerta e (en)tanto(s)...

Ainda confiemos na árvore, contudo - e sêmen...

Abraço, Tonho!

João Olavo-Traços de um homem disse...

Uma mostra perfeita para conscientizar no dia de hj..
Abraços

Wanderley Elian Lima disse...

Como sempre de uma inspiração total. Parabéns.
Abração

.Lis disse...

"Quando a última árvore...
...tiver caído,
quando o último rio tiver secado,
quando o último peixe for pescado,
vocês vão entender que dinheiro não se come."
Martin Luther king.

É por aí mesmo , o que está acontecendo . Exato como nos versos do lider americano.Temos que reagir, plantando.
Abraços

SERGIO OLIVEIRA disse...

CREIO QUE A POESIA ABAIXO SE ADAPTA...

A Árvore da Serra (AUGUSTO DOS ANJOS)

— As árvores, meu filho, não têm alma!
E esta árvore me serve de empecilho...
É preciso cortá-la, pois, meu filho,
Para que eu tenha uma velhice calma!

— Meu pai, por que sua ira não se acalma?!
Não vê que em tudo existe o mesmo brilho?!
Deus pôs almas nos cedros... no junquilho...
Esta árvore, meu pai, possui minh’alma! ...

— Disse — e ajoelhou-se, numa rogativa:
«Não mate a árvore, pai, para que eu viva!»
E quando a árvore, olhando a pátria serra,

Caiu aos golpes do machado bronco,
O moço triste se abraçou com o tronco
E nunca mais se levantou da terra

Batom e poesias disse...

TonhO! TOnhO! TONHO!!!
Você é um grande poeta das imagens!

Eu adoro esse blog!
bjs
Rossana

Nade disse...

Tonho, meu amigo, você se superou!
Linda mesmo!
Bjs

Mari Amorim disse...

Tonho,
Para teus trabalhos aplausos!!!

Agora pra você,meu amigo,um abraço
mas com muita Energia Boa!!!
tipo Redbull..
Mari

Mirse Maria disse...

Que lindo Tonho!

Você nem me avisou e eu nem tinha visto esta postahem.

MARAVILHOSA!

Parabés!

Beijos

Mirse

lírica disse...

Tonho
Voc~e é um moço muito criativo,muito mesmo!
Parabéns
Lírica

myra disse...

belissimo, plantar arvores sim, por toos os lados, ainda bem que eu ja plantei, no Brasil, no mexico, em israel e agora aqui na Italia!
e como diz a Lara Amaral, vir aqui com voce, nao se consegue parar...
outro abraço,

Felixantos disse...

genial ilustración!!!