seis estão me seguindo

Hora

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR!

sábado, 8 de maio de 2010

MÃE

MÃE
Dia das mães
Luiz Coronel

Feliz és tu
que não precisas fechar os olhos para encontrar tua mãe.
Da janela avistas
seu passo brando.
Ela deita a toalha sobre a mesa
com o mesmo gesto
com que estendia o cobertor
sobre teu corpo
na noite fria.

No almoço, os alimentos
são tépidos,
os assuntos leves
e as crianças ocupam
as cadeiras vazias.
Na sala os objetos
Permanecem fiéis ao tempo.

Há um menino travesso
no claustro do
porta-retratos.
És tu.
Também dentro de ti
muitas coisas quedaram
intactas.

As lembranças,
principalmente.
Na compoteira
estão guardados
doces momentos.
Aquele tapete silenciava
teu passo
quando chegavas tarde
e a luz do quarto se
acendia.

Sim, lá está a mãe,
como sempre, zelando pelas flores.
Partes e percebes
que ela caminha até as
persianas.
E acompanha teu passo.
Como sempre.

A vida te espera
aqui fora
com sua gangorra de
envolvimentos.
Foi apenas uma visita.
Mas levas contigo
aquela certeza enternecida
de que o amor reina sobre o mundo
pois tens a mãe que Deus te deu.
E não precisas fechar os olhos

para encontrá-la.


21 comentários:

Lara Amaral disse...

Lindo, Tonho, e o poema também é belíssimo.

Beijos.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Santa Maria é minha mãe...

Chica disse...

Muito lindo,Tonho e divulgar o Luis Coronel é legal! abração,chica

Manuel Santos(Leunam) disse...

Olá,
Tonho

Mãe, que está também na origem de tantas outras coisas & loisas.

Um abraço
Leunam

Augusto Bier disse...

Mãe
Mãezinha
Manhão

Pronto, que é pro Luís
Coronel ver que não é só ele
que se acha poeta.

BAR DO BARDO disse...

for ever
and ever
and ever


and the son
in the night fever

angela disse...

Que lindo Tonho!
beijos

Raquel de Carvalho disse...

Lindo o poema do amigo Luiz Coronel!!!!
As mães merecem!!!

A imagem ficou muito legal... tudo a ver com mãe...sempre à espera!!!
ehehehe

Beijos

LUmeNA disse...

Lindíssimo poema!

Uma singela homenagem de coração e alma para todas as mães.

Ser Mãe, é ser pacífica, coerente, corajosa e comprometida com a Vida. Corrige, acolhe e mostra o caminho certo.

Parabéns para todas as mães, em especial a minha.

Be:)os,
LUmeNA

Adriana Godoy disse...

Um beijo, Tonho, pela mãe que existe em todos nós.

Mirze Souza disse...

Tonho!

Ainda bem que não sei fazer uma lágrima em desenho.

Calou fumdo em mim, a poesia e o desenho!

Parabéns, sempre digo que és grande!

Hoje mais ainda!

Beijos

Mirze

san disse...

Tonho, meu querido desenho superbem acabado e sempre em andamento! Que lindura este teu post. Adorei.
Tu és um doce, guri.

Bar do Bardo, curti muito teu comment também. Falou pouco mas disse muito. Vou te procurar pra saber mais.

Diego Novaes disse...

Bão demais, sô!!

Quase Blog da Li disse...

Ô Tonho,
meus olhos ficaram rasos...
de felicidade.
beijo

Clayton Ângelo disse...

Caro Tonho, comentar seus trabalhos é sempre um desafio pois, na simplicidade de seus traços, existe uma complexidade infinita de idéias e possibilidades. E isso é o maior barato, um belo exercício para a mente. Esse ficou "demâes" rsrs. Abraços

João Menéres disse...

Como não verter uma lágrima por uma AMIGA que sofre?

Aqui também deixo um beijo para ela.

myra disse...

meu queridisssssimo Tonho, nao tinha visto!!!
belissimo as maes merecem tudo e mais, e o teu post é como sempre fantastico!!
no dia das maes, eu nao tive Internet:(
beijos

Sylvio de Alencar. disse...

"Caro Tonho, comentar seus trabalhos é sempre um desafio pois, na simplicidade de seus traços, existe uma complexidade infinita de idéias e possibilidades. E isso é o maior barato, um belo exercício para a mente. Esse ficou "demâes" rsrs. Abraços"

Copiei o Clayton!
Ele disse o que eu diria, e o que penso de seu trabalho.
A poesia é linda, universais sentimentos.
A minha, ainda a vejo. (Que bom.)
Estarmos juntos de nossa mãe, é um tempo que, sempre, será curto.

Abrçs meu amigo.
(parabéns ao coronel!)

jac rizzo disse...

Lindo seu poema!
Palavras que as mães esperam...

Meu abraço!

Simone Santana disse...

Ai, Tonho!
Essa sua mão hábil me bateu com TANTA força. Nem posso...

Simone Santana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.