seis estão me seguindo

Hora

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

BRASIL...

"DƎSOЯDƎM e ЯƎTЯOƆƎSSO"



MAT-A-DOR!


28 comentários:

valquiria calado disse...

ڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*¸•*♥ڿ

"Não há pessoa mais perigosa, para si mesma e para os outros , do que aquela que julga sem conhecer os fatos."


Bom fim de semana, bjos.

ڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣڿڰۣ

Brasileiros em-lutados ♥♥♥♥♥♥♥♥♥...

SERGIO OLIVEIRA disse...

Ótimo !

Berzé disse...

TRISTE E BONITO.
Abração Tonho.
Berzé

Eraldo Paulino disse...

Um comentário de silêncio: .................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

myra disse...

bonito nao é bem a a palavra, acho magnifico, e sim um pouco desanimador...
beijos meu estupendo Tonho!

Raíz disse...

Uma imagem fala mais que mil palavras.

Sua imagem fala por milhões. Toda a população brasileira.

Parabéns, Tonho Gênio!

Beijos

Mirze

VENES disse...

...Lágrimas!



(((( PAZ, PAZ, PAZ, PAZ... ))))

Leyr disse...

Tonho, sentimos todos a mesma dor.

Raíz disse...

MUITO BOM!

Tonho! E assim você vai distraindo a dor da gente!

Obrigada, amigão!

Beijos

Mirze

Regina d'Ávila disse...

Triste, você retratou maravilhosamente.
Super abraço,
Todo carinho,
Regina d'Ávila.

Claudia disse...

Amei seu blog. Postei no meu: http://claudia-maria.blogspot.com

Li disse...

Quanta tristeza, né??
Talvez um minuto de silêncio, seja pouco para refletir, analisar digerir tanta violência. Quem sabe, seja mais eficaz alguns minutos de atitude e exemplos!
Beijo grande querido amigo!
Li

artebaiao disse...

Doença mental..., doença mental!!!!
Como és frequente!!!

Em@ disse...

Acutilante beleza...
beijo

Ana Gaúcha _Professora disse...

queeeeeeeeeeeeee
é issooooooooooooooooo}}

vc é FABULOSO NA DOR!!!

Dor
Que Dorrrrrrrrrrrrrrrr!!!!

bjs

Glen Batoca disse...

Fala nobre Tonho!Apesar do triste episódio,o seu trabalho ficou excelente!
Valeu mesmo pela visita e pelo seu comentário,estou meio afastado do blog,tenho postado mais no facebook.
Grande abraço e bons traços!

expressodalinha disse...

Os desenhos estão como sempre fabulosos. O humor virou sarcasmo. Muito bom. Curioso que por cá gostem tanto dessa gente.

Em@ disse...

Tonho,
Dá-me autorização de reblogar?
beijo

Sr do Vale disse...

Tonho, como sempre sua sintese diz tudo.

p.s.: não tinham a quem culpar...
prenderam os vendedores das armas...
mas e o fabricante?

Cris de Souza disse...

...

(um minuto de silêncio)

Adriana Godoy disse...

Admirável! Tocante|! Arte! Beijo

Em@ disse...

Obrigada, Tonho, levo hoje!
beijo daqui

Em@ disse...

Já está.
Obrigada!
beijo de cá para aí.

Luísa disse...

Beijo solidário com uma lágrima que cai ao ver o teu post!

Ana Martins disse...

É verdade Tonho,
o mundo está em desordem e pleno retrocesso, não é só o Brasil pode crer. Há muitas lágrimas de sangue derramadas por este mundo fora. O que mais me doí, é sentir que o Homem sentimentalmente não evolui, pelo contrário, está cada vez mais insensível, isto para não dizer que os selvagens estão a aumentar.

Magnifico o seu trabalho!

Beijinho,
Ana Martins

AC Rangel disse...

Tonho

Cheguei aqui através da Em@ e acabei descobrindo um blog realmente instigante. Lindíssima sua reação ao massacre. Queria postar, aqui, uma poesia de Tasso da Silveira, poeta paranaense falecido em 1960 e que, ironicamente cedeu seu nome à escola onde a tragédia se deu. E a poesia parece ter sido escrita em homenagem àquelas crianças. Leia:

FRONTEIRA
Tasso da Silveira

Há o silêncio das estradas
e o silêncio das estrelas
e um canto de ave, tão branco,
tão branco que se diria
também ser de puro silêncio.
Não vem mensagem do vento
nem ressonâncias longínquas
de passos passando em vão.
Há um porto de águas paradas
e um barco tão solitário,
que se esqueceu de existir.
Há uma lembrança do mundo
mas tão distante e suspensa...

Há uma saudade da vida
porém tão perdida e vaga,
e há a espera, a infinita espera,
a espera quase presença
da mão de puro mistério
que tomará minha mão
e me levará sonhando
para além deste solêncio,
para além desta aflição.

Obrigado pelo espaço, Tonho, e um beijo em cada uma daquelas crianças...

Marcelo Rampazzo disse...

Puxa Tonho, obrigado pelas palavras.
Suas poesias visuais são muito boas, intrigantes e reflexivas.
Parabêns pelo trabalho amigo!

Sucesso!

Giovanna disse...

Hola Tonho, tomei conhecimento desse triste episódio e o meu coração sentiu-se apertado juntamente com os familiares das crianças inocentes, mas você deu graça na arte estampada em meio a dor...Parabéns pelo seu trabalho criativo, gostei do seu blog. Abração, Giovanna